Caçador- Santa Catarina - Portal CDR - contato@portalcdr.com.br

Encontre no site:

INCENTIVO

Cobalchini defende agroindústria catarinense

Defendendo as investigações, ele disse que o momento é de separar o joio do trigo e defender aqueles que trabalham corretamente e não colocar a nossa economia em risco

22/03/2017 às 00:38

Imprimir

Em pronunciamento nesta terça-feira o deputado Valdir Cobalchini (PMDB) fez contundente defesa da agroindústria catarinense. Defendendo as investigações, ele disse que o momento é de separar o joio do trigo e defender aqueles que trabalham corretamente e não colocar a nossa economia em risco.


“Já me pronuncie no domingo através das redes sociais e na segunda através da imprensa estadual e estou aqui de público, sugerindo que esse parlamento crie uma comissão ou um grupo de trabalho para acompanhar todo esse processo. Defendo as investigações com rigor e a punição de todos os culpados, mas temos de separar o joio do trigo. Não podemos envolver nesse episódio os produtores e os empresários que trabalham dento da lei”, afirmou.


O mercado de carnes de Santa Catarina, segundo ele, emprega mais de 105 mil trabalhadores, principalmente nosso oeste e meio-oeste e não pode ter suas economias prejudicados por esta irresponsabilidade. “Nós, aqui neste parlamento, precisamos trabalhar juntos para superarmos esse problema e continuarmos sendo modelo na venda de carnes para o Brasil e para mundo”, enfatizou.


“Quero destacar também que o governo brasileiro, através do presidente Michel Temer e do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, já iniciou uma rigorosa investigação nesses frigoríficos, através de uma força tarefa. Aqui em Santa Catarina, o Governo do Estado está tomando medidas, com ação do nosso governador Raimundo Colombo e com o secretário da Agricultura, Moacir Soplesa, a Cidasc e a vigilância sanitária”, emendou.


Conforme o deputado, em Santa Catarina existe cerca de 600 unidades de abate. “Neste universo, apenas uma, que é filial de uma empresa paranaense, foi alcançada pelas investigações da Polícia Federal. São mais de 11 mil fiscais no país. Mas apenas 33 estão sob suspeita para fazer o controle de um total de quase cinco mil frigoríficos atuando no Brasil. Por isso conclamo os nossos deputados a sair em defesa desta indústria tão importante para Santa Catarina e para o Brasil”, concluiu. 

Espalhe essa notícia

Comentários

Comentários

Comentários com ofensas pessoais, de cunho político e palavras de baixo calão não serão publicados.

Nome:

Comentário:

 

Matéria retirada do Portal CDR - WWW.PORTALCDR.COM.BR

WWW.PORTALCDR.COM.BR | CONTATO@PORTALCDR.COM.BR